Aconselhamento em Medicina Fetal

Diversas situações no pré-natal podem gerar dúvidas no casal e no Obstetra e podem ser esclarecidas pelo profissional especializado em Medicina Fetal.

Pode ocorrer por uma translucência nucal aumentada, alterações na anatomia cardíaca, alterações da vitalidade, do líquido amniótico, ou ainda alterações em exames subsidiários como o NIPT ou exames infecciosos. 

Image by Braňo

NIPT
Non Invasive Prenatal Test
DNA livre Fetal

O NIPT é um exame de sangue materno que procura detectar o DNA circulante de células da placenta. Através de um método de contagem (ou outro mais complexo chamado de SNPs), tenta verificar se há excesso ou falta do cromossomo estudado. Apesar de ser muito sensível, seu resultado positivo ou negativo deve ser interpretado SEMPRE em associação com a ultrassonografia morfológica de primeiro trimestre. Por exemplo, uma ultrassonografia normal associada a um NIPT indicando Síndrome de Turner (45Xo), na maioria das vezes é um falso positivo e a ultrassonografia que está correta. Para isso, a ultrassonografia deve ser realizada por profissional experiente na idade gestacional adequada e com aparelho adequado.

Image by Braňo

Achados Anormais na Ultrassonografia 

Achados anormais da ultrassonografia são a principal razão para o Aconselhamento em Medicina Fetal. Qualquer alteração no exame é revestida de angústia extrema para o casal, mas nem sempre resulta numa doença grave. Uma consulta que avalie os antecedentes pessoais e familiares, o histórico de uso de medicações e substâncias, associada a ultrassonografia morfológica criteriosa, pode elucidar muitos casos e definir o plano terapêutico. A decisão para a realização do procedimento invasivo faz parte deste aconselhamento.

Covid 19

Citomegalovírus

A infecção por Citomegalovírus é a principal causadora de malformações fetais de origem infecciosa nos Estados Unidos.  Pode ser assintomática ou com sintomas semelhantes a uma gripe e é diagnosticada através da sorologia. Pode causar malformações cerebrais, cardíacas, alterações de crescimento fetal, além de aumento do líquido amniótico e da espessura da placenta. Estudos oriundos da França e Israel demonstram que o uso precoce (antes de 20 semanas) de do antiretroviral Valaciclovir em altas doses, pode melhorar muito a evolução desse bebê. Como as doses são altas, é fundamental o acompanhamento de um Médico Fetal experiente no assunto .

O Prof Dr Alan Hatanaka foi Responsável pelo setor de infecções na gestação da Disciplina de Medicina Fetal da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo de 2018 a 2021.