Cardiotocografia Anteparto Computadorizada 

A cardiotocografia é o exame para analisar o bem estar do feto que avalia os batimentos cardíacos, a movimentação e as contrações uterinas. Antes do trabalho de parto (anteparto), a cardiotocografia apresenta poucas ou nenhuma contração.

A cardiotocografia computadorizada antes do trabalho de parto é superior na avaliação da vitalidade fetal em relação a cardiotocografia convencional, especialmente nos casos de restrição de crescimento, pré-eclâmpsia e em gestações com mais de 40 semanas. 

Cardiotoco_Gold.jpg

O que é avaliado na cardiotocografia computadorizada?

A cardiotocografia computadorizada gera uma variável automatizada chamada short term variation que é o cálculo automatizado da variação média dos batimentos cardíacos a cada 3,75 minutos. Esta variação é comparada ao longo do exame e sua variação é calculada em milissegundos. Poucos aparelhos possuem este recurso, mas embora o custo seja mais elevado, todos os guidelines atuais de manejo na restrição de crescimento, consideram os critérios da cardiotocografia computadorizada para conduta. 

Quais são os Valores de Corte do Short Term Variation para o Feto com Restrição de Crescimento? 

26 a 28 semanas e 6 dias: STV ≥ 2,6

29 a 31 semanas e 6 dias: STV ≥ 3,0

32 a 33 semanas e 6 dias: STV ≥3,5

≥ 34 semanas: STV ≥ 4,5

Lees CC et al, Ultrasound Obstet Gynecol. 2020 Aug;56(2):298-312. doi: 10.1002/uog.22134.

ISUOG IUGR.png